Literatura entre Amigos. Tecnologia do Blogger.

segunda-feira, 7 de julho de 2014

As horas


Das horas tratam-se estas frases
A primeira abertura de seu olhar
Onde sinto que somos capazes
De criar as riquezas de se amar

Ao primeiro minuto do nascer
E o pulsar tranquilo do coração
Já posso sentir e vê-lo crescer
O laço unindo a nossa direção

No decorrer do nosso minuto
Passa-se aquela oportunidade
De sempre dar a cada segundo
A magia de ter a cumplicidade

Os milésimos dos segundos
Dizem que há cumplicidade
Dos nossos mais profundos
Sentimentos sem maldade

Nesses centésimos e tanto
Quero que saibas urgente
Que para o mundo eu canto
Que te amo magicamente

Mas não veja este ponteiro
Que o tempo quer mostrar
Pois, para mim, o dia inteiro
É pouco para eu te amar

Bom, das horas eu quis dizer
E o quão bom é você nelas
Pois o que tanto quero fazer
É te ver feliz sem olhar elas

2 comentários:

Popular Posts

 

Total de visualizações de página

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons.
Você pode copiar, distribuir e exibir, desde que seja dado crédito ao autor original,
Família Literatura entre Amigos, e seja referenciado o endereço deste Blog como fonte com os devidos créditos aos autores.

Follow by Email