Literatura entre Amigos. Tecnologia do Blogger.

sábado, 2 de agosto de 2014

Entrevista com Cléia Carvalho!

Chocolate Quente têm a honra de receber Cléia Carvalho...



...uma escritora da pequena cidade de Guaçuí - ES, portanto é uma capixaba com muito orgulho. Viver a infância em uma pequena cidade foi um presente, segundo Cléia. Lá, ela aprendeu a conviver com alegria com as pessoas à sua volta como se todos fossem uma grande família. É do signo de escorpião, signo forte, que usa de seu magnetismo positivo para enfrentar situações adversas. Sempre foi muito querida e uma espécie de líder entre meus amigos no Colégio São Geraldo. Cléia, adorava estudar e “malhava” em geografia e inglês. No esporte, sempre foi apaixonada por vôlei, praticou salto em altura e à distância. Sempre gostou de competir e adorava ganhar. Persistência é o que não falta e desafios ela enfrenta constantemente.


De: Literatura entre Amigos
Para: Cléia Carvalho

LA) Cléia, é muito bom tê-la conosco. Obrigada por participar no Chocolate Quente. Em primeiro lugar gostaria de saber o que você sente quando termina um trabalho. Qual é o sentimento no instante da conclusão?

CC) Foi a realização de um sonho que eu mesma não esperava e que surgiu por acaso, na minha vida é assim, pintou a oportunidade e eu não perco a chance, agarro com unhas e dentes. O sentimento foi à emoção que senti como se tivesse nascido um filho, e senti também o frio na barriga de entregar esse filhote para os leitores como um dever cumprido. 

LA) Você tem mais de um livro publicado, pode apresentar cada um deles para nós?

CC) Escrevi dois livros: 1001 Cantadas de Uma Mulher e Bastidores Cômicos da Aviação – Do Passageiro ao Piloto. Fui a primeira mulher a escrever sobre tema de cantadas em um livro, e por ser a pioneira fui duramente criticada pelos meus familiares que nunca leram, mesmo assim eu mergulhei de cabeça e o resultado foi positivo. O texto do livro é dividido em capítulos: cantadas românticas, passando por diversas profissões, lugares específicos como clube, elevador, churrasco, esotéricas... Cantadas que gostaríamos de ouvir de um homem, sacaninhas, sacanas diretas ao sexo e para a hora do rala e rola. etc. O segundo livro Bastidores da Aviação: o foco são as gafes, situações bizarras e melodramáticas que acontecem dentro dos aviões e aeroportos, e que serve de lições para muitos leitores. 

LA) Como está sendo a aceitação dos seus livros e dos seus trabalhos?

CC) O livro é literalmente de humor, um divertimento para quem quer dar boas gargalhadas. Um santo remédio para os cardíacos, pessoas tímidas e mal humoradas. Eu sei que muitas pessoas já encontraram a sua alma gêmea através do meu livro e se casaram. Outros me contaram que seu casamento ficou mais apimentado. Fiquei muito feliz ao saber desses resultados. Tive uma receptividade muito grande do público em geral, e também da mídia que me deram espaço para divulgação.

LA) Você é uma pessoa que já viajou por muitos lugares. Alguns destes já lhe influenciou em alguns dos teus livros?

CC) Com certeza tem muito a ver dos lugares que passei, eu observo muito o comportamento das pessoas e suas culturas, daí surgem situações de todos os tipos. Estou querendo escrever outro livro contando a minha vida de cigana por este mundo afora, são coisas inusitadas e muito hilárias também. A maior dificuldade é conseguir uma editora séria que queira dar uma oportunidade a quem esta iniciando, ou mesmo um patrocinador, e isso no Brasil esta cada vez mais difícil.

LA) Você tem algum ritual para escrever? Um horário que mais goste ou um local preferido?

CC) De preferência em casa e a noite, mas quando estou fora eu faço uma pequena anotação para desenvolver depois. Mesmo quando vou dormir coloco uma caderneta na cabeceira da cama caso não queira levantar para ir ao computador, essas anotações são muito importante para não esquecer.

LA) Qual foi seu maior desafio nesse mundo literário pobre em apoio aos escritores nacionais?

CC) O maior desafio é conseguir no Brasil uma editora que te ajude a alavancar, principalmente se você é novata. As editoras não são sérias, elas querem lucrar muito em cima de um autor, e foi por este motivo que acabei fazendo uma produção independente, não me arrependo e valeu muito o meu esforço de lutar por aquilo que eu almejei. 

LA) Qual o seu maior desejo como escritora?

CC) O livro é a extensão da memória e da imaginação de uma autora. O livro nos faz saber e nos faz voar, e eu quero voar ainda mais alto, e que as pessoas não deixem de ler, ler é um aprendizado onde você voa para dentro do seu interior.

LA) Com a mídia influenciando cada vez mais a leitura digital, você acha que um dia poderemos perder os livros impressos?

CC) Com certeza, já estamos chegando a isso, basta ver a quantidade de livros e textos gratuitamente na internet, isso facilita muito para os leitores e ainda mais sendo de graça. 

LA) De que modo você deseja que suas obras toquem os leitores?

CC) Espero que os meus livros toquem os meus leitores a serem mais alegres, descontraídos e bem humorados, a vida é uma só e todos tem o direito de serem felizes. 

LA) Deixe uma mensagem aos seus leitores e aos futuros leitores!

CC) A leitura é uma fonte inesgotável de prazer, mas por incrível que pareça a quase totalidade das pessoas não sente esta sede! Espero que vocês meus leitores tenham esta sede e venham prestigiar o meu livro, a compra é feita diretamente comigo. Depósito no Banco Itaú - agência 1000 - C/C 66783-0 - Valor 23,00 incluso despesas de correio.

Muito obrigada por sua participação no Chocolate Quente. Nós do Literatura entre Amigos te desejamos muito sucesso e que venham outros trabalhos. Parabéns!

Abaixo, seguem os links dos livros de Cléia:

1001 cantadas de uma mulher


Entrevista por Cássia Torres!

0 comentários:

Postar um comentário

Popular Posts

 

Total de visualizações de página

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons.
Você pode copiar, distribuir e exibir, desde que seja dado crédito ao autor original,
Família Literatura entre Amigos, e seja referenciado o endereço deste Blog como fonte com os devidos créditos aos autores.

Follow by Email